Do denotativo ao conotativo: despertador


O denotativo de despertador: 1. Relógio com um aparelho para soar em hora determinada, acordando quem dorme perto; 2. Que ou aquele que desperta. [Fonte: Dicio]

O conotativo de despertador: 1. Carrasco cujo machado afiado desce cortando, indiscriminadamente, sono e sonhos; 2. Objeto portador da mensagem de que a vida continua; 3. Objeto portador de um mau presságio aos que têm um mau emprego.

8 comentários:

  1. Adoro esse tipo de post. <3
    Despertador pra mim, é ignorar a vida que continua. hehe
    Post lindo, Lari. Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que o despertador mesmo é difícil de ser ignorado... Ô, "trem" irritante (e necessário), hehe!

      Obrigada, Ana! Um beijo "procê" também!

      Excluir
  2. Tua sensibilidade me comove. E é isso.

    ResponderExcluir
  3. Que saudade do seu blog, Lari... *-*
    Ando meio sem tempo, certeza que se eu não tivesse despertador eu não acordaria nunca... No meu caso a definição de carrasco não poderia ser menos apropriada.
    Amo seus textos <3

    Beijão!
    Maiti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu estava com saudade de te ver por aqui, Maiti! Obrigada por essa visitinha linda ♥

      Excluir
  4. Caraça, Lari, há quanto tempo você não traz aqui um "do denotativo ao conotativo..."!! Agora sou só nostalgia...
    Amo a genialidade que você usa nesses posts e, na maioria da vezes, o significado conotativo consegue ser mais duro do que o significado denotativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, fazia mais de dois anos! E confesso que também ando nostálgica de várias coisas daqui (coisas de Larissas de outras épocas), o que significa que, sim: pretendo ressuscitar várias das minhas antigas séries :)

      Sim, o conotativo, justamente por ser tão plural quanto a significados, tem esse poder... E agradeço muito o fato de você gostar das versões conotativas que trago para cá!

      Excluir