Arame farpado


Queria porque queria passar uma temporada na Lua. Já viajara para lá milhares de vezes no decorrer de sua vida, mas nunca permanecera no local tanto tempo quanto gostaria: as obrigações — infelizes! — sempre acabavam por arrastá-la de volta num piscar de olhos. Mas agora era diferente... Agora ela estava de férias! Iria para a Lua, o Maravilhoso Mundo da Lua, e ali encontraria novos amores, ali dançaria através da eterna madrugada, ali faria uma visita aos sonhos que não revia há tantos anos...

Queria porque queria passar uma temporada na Lua, mas o dólar estava alto, o almoço tinha que ser feito e as crianças também estavam de férias, requerendo atenção. A Realidade, sentada à mesa, consolava: "Talvez no ano que vem, querida... Talvez no ano que vem..."

9 comentários:

  1. Nossa, me fez lembrar um tempo bom da minha vida. Onde nada era mais importante que realizar o que eu queria e que podia ir pra onde quisesse. Hoje está meio mudado, nada mais parece igual e as pessoas meio que não se importam muito com o que a gente sente.
    Adorei o texto :)
    http://juliet-in-crisis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ah, a Lua. Eu também gostaria de passar uma temporada na Lua, uma vida. Adorei seu texto!

    Beijos!
    Sessão arte: conheça o trabalho do Will Costa ♥

    ResponderExcluir
  3. Em luto eu luto a lunofásica luta antiloucura.
    GK

    ResponderExcluir
  4. talvez eu já viva na lua. O difícil seja me tirar daqui..

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Acredito que eu já more na lua, pois estou o tempo todo por lá.
    Lindo texto, Lari. Beijos

    ResponderExcluir
  6. É sempre um prazer te ler, tu leva a gente pra passear nas emoções ou imaginação, tu estimula a sentir-se bem,aqui,contigo .
    Saudações e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  7. Queria eu, também, habitar o mundo da lua, lá parece mais seguro. Mas, infelizmente a realidade empurra pra longe!

    ResponderExcluir
  8. Geralmente, acontece na aposentadoria. Ou no hospital psiquiátrico.
    Sabe como é.

    Lua Aquino - http://entrepoesombra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir