Interno e, por hoje, eterno


Conflitos internos
Estima no chão
Espelhos me mostrando o que talvez eu nem seja
O que é que eu sou?

Vazio e turbulência
Contradição, incoerência
Momentos passados e receios do futuro
Que se transformam neste único, degradante, lacrimoso e tão imenso
"Por quê?"

No fundo, no fundo não quero respostas;
Quero dormir um pouco

10 comentários:

  1. Intenso, verdadeiro, como sempre - marcado como um dos meus preferidos. Um beijao!

    ResponderExcluir
  2. Todos os finais de suas poesias me surpreende. ♥

    ResponderExcluir
  3. Assim como um dia bem aproveitado proporciona um bom sono, uma vida bem vivida proporciona boas lembranças, quando a cada término de dia deitamos nossa cabeça
    Talvez porque no sono não se possa fazer mal, e se não se dá conta da vida, por que lá a realidade é outra...

    Amei sua postagem... Muito linda...
    Obrigado pelo carinho deixado em forma de comentário no meu espaço... bj de carinho no seu puro e sábio coração

    ResponderExcluir
  4. Viver é administrar contradições.
    GK

    ResponderExcluir
  5. Sempre vejo um pouco da minha pessoa em suas palavras :)
    Me cativa o modo que tu escreves ♥

    ResponderExcluir
  6. Me vi demais na segunda estrofe do poema, principalmente nos primeiros versos. Cativante como sempre, Larissa.

    ResponderExcluir
  7. " mergulha nos sonhos
    ou um lema pode ser teu aluimento
    (as árvores são as suas raízes
    e o vento é o vento)

    confia no teu coração
    se os mares se incendeiam
    (e vive pelo amor
    embora as estrelas para trás andem)

    honra o passado
    mas acolhe o futuro
    (e esgota no bailado
    deste casamento a tua morte)

    não te importes com o mundo
    com quem faz a paz e a guerra
    (pois deus gosta de raparigas
    e do amanhã e da terra)"

    E. E. Cummings, in "livrodepoemas"

    ResponderExcluir
  8. "No fundo, no fundo não quero respostas;
    Quero dormir um pouco."

    É o que sempre acabo dizendo a mim mesmo antes de dormir. Às vezes queria dormir e acordar como uma criança novamente e nem ter tanta consciência da nossa finitude e da infinidade de dúvidas, cujas respostas nunca saberemos.

    Beijos Lari, saudades daqui ^^

    ResponderExcluir
  9. A vida não tem pressa, e arianos parecem respirar o tempo. Deve ser por isso que a sorte os sustenta em suas crenças, quando ainda não é hora de respostas.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir