Ah, meu amor...

Você foi a inspiração
Para mil planos inconsistentes
Mil sonhos decadentes
Mil sentimentos dementes
Mil histórias deprimentes
Mil memórias carentes

Você foi a inspiração
Para estes versos
(Inconsistentes
Decadentes
Dementes
Deprimentes
Carentes)

Ah, meu amor...
Por que você faz com que eu me sinta tão idiota?

4 comentários:

  1. A quem se importa nem sequer importa se quem importa nem sequer se importa.
    GK

    ResponderExcluir
  2. poesia com ironia, quem diria que tu seria alguém que poetizaria toda as inspiradoras inconstâncias do amor. Gostei.
    Saudações e um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Que belo jogo de palavras, Lari. Representa bem a incoerência e o estado emocional instável de quem se perde em sentimentos passionais. Seria o seu caso? rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde querida Lari...
    tu sempre muito bem inspirada...
    adoro os teus versos, tua visão de mundo
    como foi outro dia sobre o celular..
    o amor nos deixa assim.. é parte de nós
    e conosco seguirá a jornada terrena... bjs poetisa

    ResponderExcluir