Tão, tão introspectiva...

22 de julho de 2015. Tão, tão introspectiva na maioria das vezes...! Mas é uma ilusão achar que meu silêncio é tranquilo: não há, no mundo, pensamentos mais falantes e barulhentos do que os meus. Converso, converso e converso comigo mesma; na ocorrência de alguma conclusão que preste, minha boca, enfim, se mexe.

9 comentários:

  1. São íntimas e solitárias as verdadeiras grandes batalhas.
    GK

    ResponderExcluir
  2. Melhor ter uma mente barulhenta e quando a voz sair for algo com valor, do que falar o que vem de momento e não vier nada que preste, né?

    Beijos, Sel | Quinta Gaveta ♥

    ResponderExcluir
  3. Parecemos quietas, porém nossas mentes gritam! um beijo!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Lari..
    é bom este falar com nós mesmos..
    o dia que ficares no caminho do meio..
    entre o falar e o silenciar
    vais te encontrar...
    e terás muitas surpresas..
    bjs e feliz sempre

    ResponderExcluir
  5. Nada melhor do que conversar com quem mais nos entende, nós mesmos. Por mais confuso que seja, ou por mais que procuremos em outros lugares, nós sempre seremos nosso próprio lar.

    http://aluguesorrisos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Você possui um interior incrível!

    ResponderExcluir
  7. Nosso mundo seria bem melhor se tivessem mais pessoas com esse pensamento.
    Achei teu blog de uma delicadeza tão grande... Me identifiquei com a forma de escrever que você tem!

    Estou seguindo e sempre que der estou de volta.
    Beijinhos.

    http://oiflordeliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. meus silencios são como uma orquestra noturna' dominada por insetos barulhentos.
    quem sabe interpretar os silencios, é quem mais tem voz...ouço-te.

    ResponderExcluir
  9. Você transmite em seus textos, mesmo que tenham apenas duas linhas, uma complexividade que não encontro palavras para descrever, só sei que adoro! Beijos Larissa!

    [everybody.]

    ResponderExcluir