O abstrato da casa e o concreto da loucura


Com o passar dos anos minha loucura foi ficando cada vez mais espessa... Cada vez mais densa... Camada sobre camada de pensamentos insanos fizeram com que ela começasse a ocupar lugar no espaço e, assim, deixasse seu habitual estado abstrato para virar matéria. Meus delírios estão concretos e eu digo ― digo para todo mundo! ―, mas todos estão assustados demais... E o pior: hoje eu descobri que a área que o abstrato-concreto da minha loucura já ocupou é tão grande, mas tão grande, que virou barreira ao meu redor. Eles não podem mais se aproximar. Eles não entendem e estão impedidos de tentar me entender. Estou sozinha, minha loucura aumentando, as paredes rachando, o teto desabando...! Sob o abstrato da casa, sob o concreto da loucura, estou sufocando.

9 comentários:

  1. Incrível como sempre gosto dos teus textos! Sinto-me assim também! :/

    http://www.acessopermitido.com/

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Lari..
    estamos num planeta que é densidade pura.. tudo parece pesado demais, nós mesmos nos sentimos assim, coisas que nos envolvem e nem sabemos de onde vem..
    faz parte do plano. mas não podemos deixar que tal densidade nos sufoque.. bjs

    ResponderExcluir
  3. Melhoras, menina da escrita forte. Adoro ler seus poemas, seus pensamentos. São bonitos. Um beijo.

    Eu.Nomadiando

    ResponderExcluir
  4. Ai Larissa, eu tô nesse momento de loucura muito grande, parece que me vi no seu texto! Mas sei lá, não sei se quero que as pessoas entendam minha densidade, porque às vezes acho que a "loucura" dos meus pensamentos é a única coisa completamente minha, sabe? Não quero que invadam nunca!

    Beijos!
    Burlesque Suicide

    ResponderExcluir
  5. A incompreensão absoluta é a pior das sensações! O sentimento de deslocamento perante um mundo que não nos pode alcançar mais, um mundo cuja lógica não faz mais sentido, cujo funcionamento não inspira ou motiva! Às vezes, nem a Psicologia explica. Pode dar nomes, mas nunca compreender algo inexplicável por natureza.
    Muito sufocante as suas linhas Lari, um tom de desespero que invade nossas "supostas" mentes normais.
    Beijos querida!

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto. Sempre passo por momentos assim, onde toda essa loucura cria uma barreira ali e eu me sufoco, mas aos poucos vou aprendendo a lidar com isso! xo♥
    fairiesdancing.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei seu texto!
    Continue escrevendo.

    Meus sinceros Parabéns pelo Blog!
    Bjins =*

    O coração do menino

    ResponderExcluir
  8. Olá Lari *.*

    Isso soou como cercar-se pelos próprios devaneios, pensamentos, ilusões.
    Eu sempre interpretando de forma louca rs

    Ficaram ótimas suas palavras, amg.
    Passe bem <3

    ResponderExcluir
  9. Tá. Eu gostei porque parece ser o meu cenário atual ou pelo exemplo em que você construiu o texto? Ainda tô em dúvida disso, mas tenho certeza de que gostei.
    Recentemente, mais precisamente ontem, tive uma crise. Ando tendo muitas por causa do estresse, e eu me estresso muito fácil porque eu penso de mais. Minha mãe vive me dizendo isso, que é o meu fardo e que eu deveria parar de "pensar tanto", mas não consigo. Acabo pensando sobre absolutamente tudo, inclusive minha vida, ai eu vou ficando confusa, me sentindo sozinha e, pior, falsa comigo mesma e, por conseguinte, com as pessoas ao meu redor.
    Deveria parar de viver nessa quimera...
    Mas, bem, cada um vive com sua própria loucura do jeito que pode.

    ResponderExcluir