Todo este clichê que me compõe


A rede balança
Embalando meu sono
Embalando meus sonhos
Lembrando o que sou
Sou essência encarnada
Sou um eco no nada
Sou o que já passou

7 comentários:

  1. Esses versos são seus? Muito bonitos... como sempre... um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Versos juntos fazem todo o sentido.
    E separados também.

    Essa é a maior dificuldade.

    ResponderExcluir
  3. Olá moça. Essas palavras parecem transcender o tempo da persona, e também torná-la tão surreal quanto um sentimento.

    Belíssimas palavras.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Lari.. em poucos versos disseste tudo..
    somos um eco da existência, somos tudo e nada,
    somos almas em transformação bjs e feliz sempre

    ResponderExcluir
  5. Como pode caber tanta beleza dentro dessa curta poesia?

    ResponderExcluir