Para evitar uma fuga em massa


Eu reviro meus cadernos de rascunhos e escritos e encontro vários — vários! — textos inacabados. Parágrafos que nasceram de boas ideias e caligrafia caprichada, mas não vingaram. Por que caio na bobeira de não me desfazer deles? Gosto de revê-los para que me façam sentir meio fracassada? Não... Acho que é mais pela esperança de que um dia eu possa dar continuidade a eles. Minha cabeça é um caos: algumas palavras conseguem se libertar de mim e encontrar refúgio num pedaço de papel; outras ficam ali, aprisionadas entre meus pensamentos, tentando me distrair com o que chamam de inspiração para poderem fugir também. Desta vez fugiram algumas... E, evitando a fuga de outras mais, talvez eu tenha tornado este mais um texto inacabado.

22 comentários:

  1. Boa tarde querida Lari..
    para teres ideia eu não me desfazia nem de rascunhos das poesias rsrs
    minha mãe queria me matar, imagina ter além de um baú cheio de livros.. ter a prateleira cheia de papéis com rabiscos de poesia que só eu entendo srrs
    minha letra é linda mas os rascunhos acho que devem ter códigos.. é riso e numeros de métricas.. é o fim..
    para piorar eu guardava todas as canetas vazias desde as primeiras poesias..
    acho que é muito bom recordar momentos.. e mesmo no caos dos nossos pensamentos somos livres..
    nada fica inacabado.. apenas espera para ganhar continuidade se assim acharmos..
    bjs e lindo dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso assim também, Samuel. E (quem sabe um dia?) eu posso resolver dar continuidade a este mesmo texto que iniciei hoje...

      Excluir
  2. Engraçado é que eu achei que só eu fosse assim! Mas agora estou vendo que é mais comum do que imaginava, acho que faz parte da poesia. Mas eu também gosto de guardar textos inacabados, pois sempre acho que vou conseguir terminá-los, mas acho que nunca consigo, mas serve como forma de inspiração para novos textos que estão por vir...

    Beijos, INconvencional!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade: quando não dá para continuar um texto inacabado, ainda dá para tentar resgatar, entre suas palavras, algo de inspirador!

      Excluir
  3. Isso é mal de escritor Lari, também tenho vários inícios de textos que não terminei e que pretendo dar continuidade um dia, alguns textos requerem paciência, demoram a aparecer as palavras certas. Não sei se com você é assim, mas, às vezes, quando estou fazendo algo trivial como lavar louça, correr na rua, comendo...etc, as ideias que faltam para continuar ou terminar determinados textos surgem sem avisos, é tipo uma epifania rs
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Garoto... acontece exatamente o mesmo comigo! Hahaha'

      Excluir
  4. Gente! Não sou a única então! Cansei de criar blogs em momentos inspirados e depois não conseguir mais continuar com ele :/ Geralmente eu crio o texto perfeito na minha mente e na hora de escrever ele simplesmente some e não faço a minima ideia de como continuar ele.

    http://dontrushintothings.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, é bem assim! O pior é que alguns ficam inacabados para sempre, o que é bem... trágico.

      Excluir
  5. Quem sabe você podia juntar tudo, um pedacinho de texto aqui outro dali pode ficar legal, ou finalizar eles bem simples com poucas palavras mas dá dó deixar eles em rascunhos tenho certeza que são textos lindos!

    Larissa depois de muito pensar criei uma página para meu blog no Facebook te convido com muito carinho a conhecer : Estrela,Flores...Melancia no Facebook

    Um super beijo *-*

    ResponderExcluir
  6. Oi Lari, quanto tempo!

    Também entro no time de escrever textos e não terminá-los, mas ao contrário de você, quase sempre jogo-os fora, já que a esperança deles tornarem a ser algo bom é minima, devido a falta de sentido que é encontrada logo na primeira linha. No entanto, como você, quase sempre que reviro os meus cadernos de português/redação/produção textual, encontro rascunhos e mais rascunhos de textos que foram propostos pelas professoras e, ou na ânsia de acabá-los logo ou de ter a paz de ir de uma vez por todas para casa, ficaram esquecidos entre as folhas perdidas dos cadernos. Outros, por outro lado, foi a falta de inspiração que os condenou: é surpreendente o jeito que eu tinha de escrever umas trinta ou quarenta linhas sem transmitir absolutamente nada... Toda vez que eu os leio — o que, para ser sincera, não acontece muito — fico com uma cara de WTF e me perguntou como que as professoras eram descaradas o suficiente de avaliar aquilo... E embora a minha escrita não seja grande coisa, se eu compará-la com a desses rascunhos que, se eu não me engano, são de uns dois anos atrás, pode-se notar uma ampla evolução; tanto no meu vocabulário quanto na minha caligrafia e nos princípios básicos, como pontuação, parágrafos, acentuação... Uma hora a gente finalmente aprende. Beijos, até mais! Light As The Breeze

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro comparar meus textos de "Larissas de diferentes fases" para observar minha evolução, não só de vocabulário e escrita, mas também de ideias... É legal perceber o quanto mudei com o tempo!

      Excluir
  7. Coisas inacabadas = resumo da minha vida!
    Também tenho esperança de voltar e dar um fim nelas... será?
    Boa sorte pra nos! kkk beijos
    http://www.biancagsnunes.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Lari!! Não tem uma vez que eu entre aqui e que eu me arrependa! Sempre bom ler seus posts...
    Eu tenho vários textos inacabados, mas eu acho que é bem o que você falou... qm sabe um dia eu não decido o fim deles...

    Bjinhos
    JuJu
    asbesteirasquemecontam.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, vamos deixar por conta do tempo... Uma hora a inspiração para terminar esses rascunhos inacabados vem!

      Fiquei muito feliz com seu comentário, Juju! Eu estava com saudade das suas visitas por aqui...

      Excluir
    2. Rsrsrs... Lari, eu estava afastadinha mesmo, mas vc sabe que é especial no meu coração, né? rsrsrs Minha primeira seguidora!! rsrsrsrs

      Excluir
  9. Tenho vários textos inacabados. E que nem sei se um dia irei termina-los, mas quem sabe um dia...

    Aproveita e confere no meu blogger uma campanha bem legal e um lindo esmalte.

    Espero sua visita =)

    Beijinhos de luz =***

    Cllara Maranhão ʚɞ
    http://cllaramaranhao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Lari,
    Primeira vez que visito seu cantinho, e já me apaixono de quebra!
    Adorei seu texto, sou dessas que começa textos e nunca acaba!
    Vou visitar mais vezes!
    Parabéns pelo blog, sucesso!
    Beijos,
    www.blogdavivinh.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oiê Lari *.* Costumo me deparar com inúmeros textos inacabados, fragmentos com pontas e sem nós... Mas acho que nunca soaram como fracasso, eles nos esperam amadurecer, para então finalizá-los de forma minimamente magnífica. E por mais que alguns deste pareçam inacabados, já pensou que de fato, talvez seja o fim?

    Passe bem querida <3

    ResponderExcluir
  12. Eu também sou assim, tenho várias anotações em agendas, cadernos, até mesmo em pastas esquecidas no meu note, e não consigo me livrar.... disso...
    É incrível, vez ou outra paro para ler, rir de como eu conseguia escrever certas coisas, ter uma certa nostalgia e ficar feliz por ter aperfeiçoado minha escrita, as vezes triste por ter perdido um pouco de meu senso de humor.

    ResponderExcluir