A ocasional dosezinha de terror

Seria mentira se eu dissesse que não curto, ocasionalmente, uma dosezinha de terror... Não daquelas previsíveis, cujo excesso de sangue encobre as falhas no enredo e para as quais tantos filmes apelam; mas daquelas que embalam algumas histórias que as pessoas — principalmente as mais velhas — contam cheias de convicção e que encontramos na escrita de vários gênios da Literatura. Minha preferência se deve ao fato de que minha imaginação é perigosamente fértil. Se algum conto, narrado ou escrito, estimulá-la a me causar medo, ela me causará medo... e como! 

O que eu não esperava é que o lado mais obscuro do meu cérebro pudesse ser instigado por apenas duas linhas: e esse é, justamente, o intuito dos minicontos de terror que saíram de um desafio do Reddit para assustar muito internauta por aí. Vejam um exemplo:

"Sempre estranhei como minha gata olha fixamente para mim — parecia sempre olhar fixamente para o meu rosto. Até que, um dia, notei que ela estava sempre olhando atrás de mim."

Outros 19 exemplos estão num post do Literatortura (infelizmente, o link a que esta postagem se referia não está mais disponível. Tente este, que é do mesmo site e trata do mesmo assunto) — não deixem de conferir se vocês, como eu, também "curtem ocasionalmente uma dosezinha de terror"!




Revirando as gavetas do Jeito Único à procura de posts relacionados...

 A misteriosa Mansão Winchester

12 comentários:

  1. Que medo dessa frase huehuehue. Já da pra imaginar diversas coisas só com essas duas linhas. Vou dar uma olhadinha nesses outros posts.
    http://viagem-a-terra-do-nunca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Lari.. tem certos contos e outros generos que realmente mexem com a gente.. os contos do Edgar allan poe são assim.. terror do começo ao fim. mistérios.. adoro as coisas dele..
    sobre tua gata.. saiba que é bem verdade que gatos e cachorros enxergam o outro lado.. se tem muitos desencarnados perto de nós eles ficam meio perturbados.. as vezes um cachorro late e olhamos não vemos ng.. mas são alguens de outro plano.
    os bichos são nossos para raios.. nos protegem sempre..
    bjs e até sempre Lari

    ResponderExcluir
  3. Que frase!Também tenho a imaginação meio fértil,talvez não perigosamente,hahah!
    http://retrair-se.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ok, de facto essa frase ASSUSTOU-ME. Eu olhei para trás me mim assim que li isso!
    Eu ainda não sei se gosto de "ocasionalmente uma dosezinha de terror", acho que nunca fui uma pessoa que gostasse muito disso porque eu (acho) que tenho uma imaginação demasiado fértil e fico a pensar nas coisas quando as vejo, o que não é lá algo muito agradável quando se está a falar de terror.
    Por enquanto, ainda não vou aceder a esse site que sugeriste, talvez um dia mais tarde quando estiver bem de manhã ._.

    ResponderExcluir
  5. Acho esse tipo de terror sutil bem mais apavorante do que o tipo escrachado, porque dessa forma deixa em aberto e acabamos imaginando mil coisas, que nem eu tô fazendo agora, hehehe... Na boa, não há nada mais assustador do que o que nossa própria mente pode criar o.O bjs ^^

    horadochoco.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu sou medrosa pra caramba, então não gosto muito dessa ocasional dosezinha de terror , não. UHASDU Essa frase me assustou um pouco também, admito. E as outras, do site que tu passou, então... Jesus. Qual é o nome da doença que a pessoa sabe que vai sentir medo e mesmo assim insiste em ler as coisas? Temosia, deve ser. Ah, essa música do Iron Maiden no fim <3

    Beijos ♥
    {wakin-g.blogspot.com}

    ResponderExcluir
  7. Quero mais.
    essa fotografia e essa frase me deram medo
    adoro também uma dose de terror
    principalmente sobre fantasmas
    bju

    http://karinapinheiro.com.br/o-que-nao-foi-entregue-e-nem-dito/

    ResponderExcluir
  8. Nossa esse exemplo "Sempre estranhei como minha gata olha fixamente para mim – parecia sempre olhar fixamente para o meu rosto. Até que, um dia, notei que ela estava sempre olhando atrás de mim." Já me deixou com uma vontade enorme de ter uma continuação, rs o que a gata esta olhando atrás? rs Não sou muito das "corajosas" mas quando começo assistir um filme ou ler algo do tipo acabo me interessando mais, do que quando paro para assistir coisas do tipo "comedia romântica". A adrenalina que ler/assistir algo do tipo nos causa e impressionante. Enfim, sou meio termo rs. Beijos ♥

    ResponderExcluir
  9. Mesmo "abominando" (eu digo que não gosto, mas no fundo gosto sim) o gênero terror em quase todas as suas formas, acabei de pensar aqui que até eu gosto dessas "doses ocasionais". Percebi agora que meus preferidos são os contos e aquele terror "trash", haha Já tinha lido várias frases como essa do post, e cara, como medroso eu sou >< Ai ai, adoro me divertir com os posts daqui hahaha

    blog-espelhodigital.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Embora eu tenha medo de filmes, sempre gostei de tudo que trás um pouco de terror e acabam atiçando a nossa curiosidade!
    http://brinicius.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Não curto não!! Quem é medrosa aqui levanta a mão haha o/ A frase me deixou um pouquinho arrepiada hahahha
    Beijos, Laaari <3
    http://wherefaithlives.blogspot.ca/

    ResponderExcluir
  12. Ah,como eu amo terror.Como você,não aqueles cheios de sangue,mas histórias com fundamentos que nossos avós contam pra nós.Fiquei com medo dessa frase,até porque já tive gatos e eles realmente ficam olhando fixamente pra nós.

    http://thisismylifeoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir