Que a poesia fique com o meu lugar


Atravesso a área coberta
Que circunda a casa fazendo sombra
Assombra-me o céu infinito
Sobre minha cabeça já em área aberta

O Sol que me cumprimenta
Ao cruzar o céu em rotineira ronda
Sonda sem nenhum disfarce
Para onde é que eu caminho assim tão atenta

Vou até a cadeira de praia
Posta junto à cerca e longe do mar
O lugar eu dou à poesia
Para que esta infeliz, por terra, não caia

14 comentários:

  1. Que lindo. Sou uma amante de poesias e é maravilhoso poder apreciar textos desse tipo. Parabéns ♥

    www.pumpcolor.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ai Lari, acho que já te falei algumas vezes, mas admiro muito seu dom de poetizar a vida, é incrível o que você consegue fazer com as palavras quando resolve criar estrofes. Algo tão simples que fica tão belo.

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Lari.. a poesia se faz até no mais profundo sono.. é viva dentro de nós.. sempre se fortalecendo e moldando nosso dia, nosso lugar, moldando quem somos..
    e pela foto um sol matinal a pegar-se nela.. recber prana que e vida e dar vida aos versos.. bom demais..
    bjs de bom dia

    Lapidando Versos

    ResponderExcluir
  4. Uia, ficou maravilhoso Lari. Mas fiquei curioso, a fotografia, tu a fez ou se inspirou? Seja como for, está lindimais *-*

    Isso aí.
    xoxoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! A fotografia é minha, e eu estava sentada naquela cadeira enquanto escrevia a poesia... (Digamos então que a fotografia inspirou a poesia e a poesia inspirou a fotografia, hehe.)

      Excluir
  5. Você encaixa as palavras perfeitamente bem!
    •• gislei.com

    ResponderExcluir
  6. Não me canso de ler o que você escreve. Sempre que dá entro para ler seus textos brilhantes ! Beijos

    garotacodificada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Que amorzinho! Adoro transformar cada detalhe em poesia *-*
    Beijos,
    http://sen-do-escritora.blogspot.com.br/2014/07/meus-motivos.html#comment-form

    ResponderExcluir
  8. Apesar de não ler poesias com frequência.... chega a ser engraçado, eu sempre paro para ler as suas. Até imaginei uma voz feminina e o barulho do mar longe - e olha que eu nem gosto de praia XD
    Sei lá, acho que fui mal acostumada a não gostar de poesia desde na escola, em que os professores falavam pra gente pra fazer uma "análise", e a gente caba não prestando atenção direito no que tava lendo ou odiando só pela atividade imposta.

    ResponderExcluir
  9. Incrível. Gosto muito de poesias e a sua ficou linda. Ah, amei a foto também <3

    BW / www.blogbrightwords.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Sempre fico ansiosa para ver seus novos textos e poesias, eles são lindos e conseguem tocar todos os que leem
    A foto ficou lida também!
    http://in-acreditaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Que lindo. Fiquei imaginando a cena. Poema-prova<3. Claro que eu pensei que ele ficou muito tempo naquele lugar. Ao menos, deu a entender a passagem do tempo em "sol que me cumprimenta.." {✍ Emilie Escreve }

    ResponderExcluir
  12. Adorei a primeira estrofe
    linda poesia ^^

    Eles são lindos
    quero todos :)

    http://karinapinheiro.com.br/cronica-parte-2-dezembro/

    ResponderExcluir
  13. Que lindo Lari! E li sobre a cadeira ter sido a inspiração... Que fofo.
    Eu sempre presto a atenção em alguma coisa bonitinha, mas minha inspiração é doida e só vem quando quer, às vezes, de coisa sem noção, haha.
    Sel do Jovens Gordinhas

    ResponderExcluir