Quarta correspondência para Dona Inconstância

Dona Inconstância,

Perdoe-me pela confissão, mas outra vez me peguei divagando através das névoas do passado. Já sei, já sei o que vai dizer: sou boba, sou ingênua, sou medrosa. Faltam-me coragem e determinação para encarar os fatos tais como eles são, então insisto em tratá-los como meros desvios do enredo que planejei para quando chegasse ao clímax de minha juventude. É o que pensa, não é? É o que pensa, fundamentando-se na minha aparência frágil e nas minhas palavras sonhadoras.

Pois digo, Dona Inconstância, que está enganada. Certas frases eu apago, alguns sentimentos eu oculto. A parte de mim que guardo para mim. 

Se retorno ao passado, é para buscar as raízes dos meus problemas, culpadas por quem hoje sou. Estou procurando pelas minhas lições de moral — aquelas que decorei e de que depois me esqueci. Porque errei e errei e errei, mas ainda não aprendi. Nesse caso, preciso das respostas prontas para prosseguir com meu improviso. Como o enredo que planejei foi rasgado pelo ego inflado das circunstâncias, agora tenho que me virar como posso. E rápido. Porque o clímax da minha juventude já está sendo consumido pela ávida gula do tempo.

9 comentários:

  1. Bom dia querida Lari.. e como somos assim.. divagadores no grande relógio do tempo.. nunca paramos.. queremos estar sempre correndo,, tentando a corrigir erros que no fundo não são erros.. são só pequenas lições que a vida nos dá para alinhar nossos caminho.. bjs de bom dia
    até sempre

    ResponderExcluir
  2. Puta merda, Lari!!! Ficou sensacional.
    A vida é isso, a gente erra, erra e erra e depois tem que criar um novo caminho pra por no lugar do que fora destruído.

    http://novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  3. Texto simplesmente filosófico e INCRÍVEL <333
    Você escreve muito bem :D
    O que eu entendi do texto é que quando um sonho acaba dando errado, nós simplesmente jogamos no canto e esquecemos dele para sempre... Mas não podemos desistir nunca de nada, pois nada é impossível para Deus.

    Um beijo. ♡
    Senhorita Imperfeita

    ResponderExcluir
  4. Ai algo meio complicado de se avaliar. Entre devaneios e divagações, naquele vai e volta mental eu dou uma passada na outrora buscando algumas soluções que na época nunca fizeram sentido, com medo do tempo que passa. Mas sabe, esse final, esse seu clímax, essa vontade de vivê-lo, é o que eu chamo de 'viver o carpe diem'. :))

    Isso aí.
    xoxoxo

    ResponderExcluir
  5. Cara Larissa,
    Mergulhar em seus textos, é como entrar em uma nova casa, conhecer personagens novos de uma história ainda desconhecida e se deixar aos poucos despir de seus próprios sentimentos lendo os sentimentos de um interlocutor um tanto quanto parecido comigo. Já me prostrei diante de ti como fanática por suas palavras, mas nada é suficiente quando a cada post você se revela ainda melhor.
    É isso.
    Mariana Nascimento
    Sendo Peculiar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Céus, mas que comentário mais inspirador, moça...! Obrigada ♥

      Excluir
  6. Olá, Lari.
    Eu não sei se vc se lembra de mim, eu pedi para você colocar a newsletter no blog porque gostava tanto de seus textos que não queria perder nenhum, por e-mail eu não corria esse risco.
    Bom, deixando a introdução de lado, quero falar que continuo lendo e amando seus textos, cada dia mais. A forma que você usa metáforas para falar de coisas da rotina, para falar de coisas que todos nós sentimos. Eu não perco um texto seu. Sério. Quero que saiba que eu continuo lendo, e amando tudo o que você escreve.
    Deixa eu correr, porque, caso eu não faça isso, posso continuar perdendo o clímax da minha juventude (palavras de uma sábia).
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que eu lembro de você, Inês... Até porque seu blog é um dos blogs de Literatura que eu mais admiro!

      É ótimo saber que você continua acompanhando meus textos. É motivador, inspirador, incrível! Obrigada!

      Pois corra, sim... corra que o tempo é "guloso", hahaha ♥

      Excluir
  7. Aí tu lê um texto e percebe que a mina só pode estar te stalkeando, porque eu julgava impossível alguém conseguir detalhar tanto algo que se passa pela minha cabeça.
    Lari... sérião, ontem eu estava falando sobre isso com uma amiga durante a aula, até falei pra ela que sou "medrosa" e "ingênua", cara.... você estava ouvindo a conversa, não é? Só pode u3u
    Bj na testa sua linda.

    ResponderExcluir