Trechos e frases (desta vez por Anne Beddingfeld)

O grande lance de O Homem do Terno Marrom (livro de Agatha Christie que envolve roubo de diamantes, paixões intensas e África do Sul) foi ter sua história narrada por dois personagens diferentes: pela aventureira e romântica Anne Beddingfeld e pelo sarcástico e bem humorado Sir Eustace Pedler. Em suma, posso dizer que a narrativa deste me divertiu profundamente, enquanto a daquela me causou uma vontade improvável e meio louca de sair pelo mundo por conta do destino...

Como a graça de Pedler não faria sentido fora do contexto do livro, acabei separando apenas trechos de Anne e apelando, principalmente, para os que trazem sua observação pessoal (e, admito, um tanto quanto identificável) sobre para o amor. Vêm conferir?

Obs: se algumas frases soarem meio "ultrapassadas", é porque a história se passa em 1922!


"A vida é realmente dura. Os homens não nos tratam bem se não somos atraentes e as mulheres não o fazem se somos." 

"O Coronel Race era, decididamente, o meu ideal de rodesiano forte e silencioso. Talvez até casasse com ele! É verdade que ainda não fora pedida em casamento, mas, como dizem os escoteiros, tinha que estar preparada para o que desse e viesse. E todas as mulheres, quase que inconscientemente, encaram todos os homens que conhecem como maridos em potencial, para si mesmas ou para sua melhor amiga." 

"Pensa-se ter admiração pelas qualidades morais. Mas quando uma mulher se apaixona, reverte ao primitivo, no qual tudo o que conta é o lado físico. Mas não creio que tudo termine nisso. Se se vivesse em condições primitivas, seria realmente. Mas acontece que não vivemos. Por isso, ao final, as outras coisas é que acabam prevalecendo. As coisas que são aparentemente dominadas são justamente as que sempre acabam prevalecendo, não é mesmo? É o que a Bíblia diz a respeito de perder a alma e depois encontrá-la." 

"As pessoas que se amam sempre brigam. E isso acontece porque não se compreendem. E quando chegarem a se compreender mutuamente, é porque não estão mais apaixonadas." 

9 comentários:

  1. Tive vontade de ler o livro só pelos trechos que você colocou.
    Não tenho comentado nas postagens do seu conto porque ainda estou lendo as partes que eu perdi, viu?!
    Bjs ♥♥

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  2. Bom dia querida Larissa.. sobre teu comentário.. fico muito feliz que tenhas gostado, achei que tinha pegado meio pesado, pois as vezes eu pego mesmo.. e melhor ainda que penses desta forma como descrevi.. as modinhas de hj que estão destruindo corações..
    posso te dizer que eu com 29 anos não conheço este ato de perder tempo, pq o vejo assim.. tu como adolescente e pelas coisas que leio aqui, tem um centramento em ti muito bom só tende a crescer e o tempo vai te dar as pérolas que tu buscas..
    sobre tua postagem gostei da ultima parte.. até tudo se equilibrar tem que haver alguns ajustes.. o que não se pode é viver dizendo palavras de amor e sempre fechando o pau..
    te sugiro um video muito bom que vi dias atrás
    amar- a bioquimica do amor - hélio couto
    esta no youtube .. ele tem muitos videos bons.. meu tempo extra dedico a coisas bas assim como tu creio eu.. sobre a poesia corpos nus.. não sei se o titulo te assustou, mas fique tranquila que ela tá mais pra romantica do que outra coisa viu..
    beijos de bom dia e até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha' não me assustou não, de forma alguma! Eu realmente percebi o romantismo expresso naquela poesia e achei que ficou tão bonita quanto as outras; só não deixei um comentário por lá porque não tive tempo mesmo (algo parecido aconteceu com a "Velório": achei que ficou incrível, mas não me sobrou tempo para deixar um comentário abaixo dela antes que outra poesia fosse postada). Ah, e pode deixar que irei conferir o vídeo!

      Excluir
  3. A primeira frase expressa tão bem a realidade! ahahahah Tô refletindo muito com o último trecho, nunca tinha pensado por esse lado... Me sinto meio atrasada por nunca ter lido um livro da Agatha :-(
    86Diamonds

    ResponderExcluir
  4. Também fiquei curiosa pra ler o livro todo, muito bom Lari *-*

    ResponderExcluir
  5. Ouvi falar sobre esse livro e agora com uma ''resenha'' ou opinião tão interessante quanto essa não pensarei duas vezes antes de ler

    ResponderExcluir
  6. Agatha Christie, de fato, é uma escritora e tanto. Minha irmã tem alguns livros dela, "Treze à mesa", "Cai no pano", "Assassinato no beco"... e super me recomendou os livros da autora, por ora, minha lista de leitura é drasticamente gigante que mal sobra tempo de pegar mais um livro emprestado. Por isso, me contento só com a obra que li dela pela internet. Agora sim, falando do post: adorei os trechos retirados do livro e existe pelo menos uma palavra em cada um que eu me identifique e adore ainda mais a autora e sua narrativa. Beijos, Light As The Breeze

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre tenho vontade de sair pelo mundo, em uma aventura. Com somente uma mochila nas costas e ir até onde meus pés podem me levar.
    Infelizmente, mamãe acabou com esta ideia.
    Essa última frase é tão eu.
    Se bem que se eu levasse para esse lado, um monte de gente me ama, porque minhas ideias são... bem... "não convencionais" de mais.
    Da Agatha somente li "Entrevista com o Vampiro" e "A Festa das Bruxas" - que são os que minha irmã comprou...
    Pelo visto, preciso comprar mais um livro, hein <3

    ResponderExcluir