O presente do poeta

Tive uma bela surpresa quando abri meu e-mail um dia desses: o Samuel Balbinot, criador do blog Lapidando Versos e grande amigo aqui na blogosfera, me ofereceu um soneto com meu nome — e eu aceitei na hora, é claro! Sempre admirei a leveza dos versos e os sentimentos que emanam; logo, ter alguns "lapidados" especialmente para mim seria o máximo. 

Com as poucas pistas que eu lhe deixei sobre minha personalidade...

"[...] me perco em devaneios (sejam eles compostos por lembranças, sonhos ou momentos que poderiam ter acontecido e não aconteceram) muito facilmente. [...] dias cinzentos me inspiram. [...] amo escrever e escrevo o tempo todo."

... ele construiu o soneto encantador que segue logo abaixo:


Soneto a Larissa

Feche os olhos teus e sinta o momento...
Mergulhe em devaneios infinitos
Para encontrar o puro sentimento
De amor que aflora na tua alma aos gritos;

Nos dias onde o céu é tão cinzento...
Da tua inspiração nascem escritos
Que nos mostra com tal merecimento...
São devaneios teus sempre bonitos;

Teu coração emana celestiais
Luzes do amor que brilha nas estrelas...
Como és linda nas puras passarelas;

São passarelas nos céus imortais...
Nelas tua linda alma ainda precisa
Passear em devaneios reais Larissa;


(Esse foi o presente do poeta. Quem quiser ler mais de suas poesias e sonetos, visite seu blog.)

5 comentários:

  1. Bom dia Larissa.. fico muito feliz em vê-lo aqui postado.. para mostrar o que uma pessoa é e tem dentro de si, não precisamos de muitas palavras.. pois todos temos em nossa essência algo gigantesco.. só falta abrirmos os olhos da alma.. já salvei o link..
    te desejo um lindo dia.. bjs e até sempre

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que soneto lindo *----*
    Sempre quis ter talento para versos, mas sou bem melhor em prosa. Adorei o soneto e uma ótima homenagem á você, hein? Adorei.
    cronicasdeumlunatico.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Primeiramente: parabéns Lari! A poesia ficou incrível e de fato te descreveu e descreveu o Jeito Único! As rimas ficaram cada vez mais lindas e apesar de ser meio lenta nessa questão - geralmente tenho que ler umas duas á quatro vezes para entender cada frase -, essa foi uma das poucas que li e entendi com tamanha facilidade. Beijos, Light As The Breeze

    ResponderExcluir
  4. Acho que se não tivesse seu nome e visse postado em qualquer outro blog desconfiaria que tinha sido pra você. É impossível não sentir você nesse soneto! Ficou lindo, poético, romântico até. Parabéns ao Samuel, e por você, por ser tão inspiradora.
    Sel do Jovens Gordinhas

    ResponderExcluir
  5. Parabéns Lari ^^ O Samuel fez um excelente soneto, ficou lindo!!
    E ainda descobri que você é muito parecida comigo (referente aos gostos) *-*

    Própria Mente:

    ResponderExcluir