Blá-blá-blá-bló-gueiro

Estive pensando seriamente em escrever este post com o simples intuito de explicar algumas decisões que tomei há um tempo... Mas então me veio uma luz que pareceu dizer: “Filhota de alecrim prateado, quanto mais você tentar se justificar, menos as pessoas vão conseguir entenda-la”.

Uma conclusão plausível, afinal.

Entretanto, teimosa como sou, vou dar uma breve explicação para determinados aspectos (a serem apresentados adiante) do mesmo jeito. Hmm, com a diferença de que vou tentar propor uma reflexão para todos os blogueiros entre minhas palavras. Uma reflexão que se resume em:


VOCÊ REALMENTE POSTA SOBRE O QUE GOSTA?


Antes de criar o Jeito Único, lembro-me de ter vasculhado a internet atrás de dicas para blogueiros iniciantes, já que eu não queria correr o risco de começar com o pé esquerdo. (A propósito, eu comecei a blogar numa sexta-feira 13, então o lance de “correr o risco de começar com o pé esquerdo” pode ter sido meio em vão.) Pois bem, uma das dicas mais valiosas que encontrei dizia o seguinte: “Seja original. E busque tratar sobre um assunto original em seu blog”. Naquele breve momento em que eu concluía que entre textos, moda, customização, tutoriais de HTML, maquiagem, livros, filmes, música e três pontinhos, nada passava nem perto de ser um assunto original, só conseguia pensar: “Mas que cacilds, eu vou postar sobre o quê, então? Ritual de acasalamento das rãs? Primeira revolução herzoslovaca?

Ao final da conclusão, enfim, pensei o que pensa a maioria dos blogueiros: “Tanto faz. Eu vou é falar do que eu quiser. Liberdade de expressão está aí para isso.

Ei, não que eu não tenha tentado ser original! A cada assunto batido sobre o qual eu escrevia, acrescentava minha assinatura no meio, simplesmente por abordá-lo à minha maneira. O que chamam de toque pessoal foi o que me fez dar início ao processo de crescimento do meu blog. E, devagarinho, ele continua crescendo. Assim como crescem os blogs de todos que seguiram essa mesma linha de raciocínio.

E crescimento gera mudança. Não importa se estou falando do blog ou de mim, já que nós dois formamos uma espécie de ciclo no qual um dá sentido ao outro. De um tempo para cá, fui deixando de ter vontade de atualizar metade dos marcadores que eu costumava julgar peças chaves para o Jeito Único. Vocês devem ter notado, por exemplo, que eu parei de postar meus looks ao terceiro post da série, ou que eu escrevo resenhas só muito lá de vez em quando, ou ainda que as doses de mistério diminuíram drasticamente por aqui. Aconteceu. Passei a perceber que me sinto mais à vontade postando sobre assuntos que não exijam obrigações bobas (“obrigação” de resenhar cada livro que leio ou filme a que assisto, por exemplo), pesquisas excessivas ou detalhes dos quais eu não domino.

Então repito a pergunta: você realmente posta sobre o que gosta?

Para responder, tente seguir estas três etapas:

 Primeira etapa: releia os posts mais antigos do seu blog. Funciona como ler capítulos antigos de si mesmo. Observe o que mudou nos seus gostos, o que vale a pena continuar sendo abordado, o que deve ser deixado de vez para trás simplesmente porque perdeu a graça para você — acredite, o que não tem graça para você dificilmente terá graça para seus leitores. Permita-se esse breve processo de autoconhecimento.

 Segunda etapa: faça listas. A primeira com duas colunas: “O que eu gosto de ler em outros blogs” e “O que eu não gosto de ler em outros blogs”. Risque a segunda coluna — como eu disse anteriormente, não vale a pena insistir em um assunto que não o atraia. Numa segunda lista, coloque tudo o que, dentre o que você gosta de ler em outros blogs, você goste também de escrever. Sim, há diferença. Eu, por exemplo, apesar de amar determinados posts relacionados à moda, posso ser desastrosa tentando ser explícita sobre a mesma.

 Terceira etapa: use a seu favor tudo o que descobriu sobre si mesmo. Poste sobre o que realmente gosta! Independentemente se isso trará a você sucesso perante aos leitores, garanto que trará sucesso perante a... você! E tem coisa melhor que isso?

Espero que eu tenha ajudado, de alguma forma. E fica a deixa para dizer que, daqui para frente, vou me dedicar ao que gosto mais do que nunca: escrita, criatividade, pedaços de mim.

9 comentários:

  1. Também falo sobre o que quiser em meu blog. Acabei de fazer uma resenha criticando um livro que não gostei. Não é porque tenho um blog que terei que mentir para os meus leitores! Tem post novo lá no Blog, já viu? Passa lá e comenta o que achou! Beijos <3 http://gostosdeadolescentes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ah, céus, verdade. Meu blog não é o mesmo do início. E isso faz o quê, um ano? haha Eu gosto de resenhar livros, mas detesto tirar as fotos (dos livros). Dai fico naquele dilema, sabe? "Não quero postar sem foto" ou não consigo resenhar mesmo. Então vou resenhar só o que eu quero, assim, todos ficam felizes (bem, é o que esperamos, né?).
    O blog, sem dúvidas, deve ser reflexo daquele que está atrás da tela do computador. Não adianta. Assim, não perdemos a vontade de blogar. E mesmo que os comentários e visualizações diminuam um pouco, parece que qualquer coisa vale mais. Não consigo explicar também. Culpe minha ansiedade: hoje é meu primeiro dia na universidade. E cadê o sono? aiai Eis o post de hoje, lá no blog! Céus...
    Adorei as dicas, Lari. E eu sempre me derramo nos comentários, né? Putz. Tenho essa mania invasiva. Conto sobre minha vida até para estranhos (basta passar a parte da apresentação). E minha mãe disse que acha ridículo quem faz isso (mas ela não sabe que o faço!), então está tudo bem. hahaha *risos*
    Beijão moça, leve meu comentário com humor! Uma semana cheia de risos! ~

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Lari.. como o meu é de poesia certamente é bem o que desejo postar.. tanto para libertar a mim como para cutucar os que leem..
    se não podemos ser livres que fiquemos trancados em nosso quarto a lamuriar a vida..
    tem que solar o verbo e é o que é..
    eu como virginiano já critiquei demais a mim mesmo inclusive.. mas diminui.. a critica nos corrói..
    bjs

    ResponderExcluir
  4. "ritual e acasalamento de rãs" HUAUHUHAUAUHAHU chorei
    Já tive dois blogs antes e eu me obrigava a postar certas coisas. E você só consegue se forçar até certo tempo, depois você não aguenta mais. E nunca dá certo isso de postar porque fulano posta.
    Enfim, adorei o post.

    xx, guardeihipoteses.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu post! De verdade, ele me faz pensar que sim com força de vontade e principalmente como você mesma disse muito da personalidade querendo ou não está no blog, e isso que cativa as pessoas não é mesmo ?

    As 3 dicas ajudam quem está querendo se jogar nesse mundo e até mesmo quem já possui uma certa experiência, afinal é sempre bom reciclar suas ideias e não se prender a ideia pré definidas!

    Descobri seu blog pelos seus comentários no Vitrola e já amei! Beijos

    Vitrola na Vitrine

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Não sei se gosta de ler ou se tem tempo para isso mas à alguns dias um blog voltou ao ativo. A escritora voltou depois de alguns dias. E tem história nova. Deve ter perdido alguns leitores e como estou atento ao blog, tenho ele nos favoritos, decidi recomendar o blog. Não estou pedindo para comentar ele ou seguir mas se gostar das histórias siga e comente. Vai fazer bem à escritora.

    dianaisabelpinto.blogspot.pt/

    Gostei dos seus posts. Quanto a esse recente,concordo embora não ter nenhum blog. (Não sei se ainda crio um ou não porque sei que é preciso responsabilidade e ter tempo para ele, algo que eu não tenho).

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Verdade, quando entramos em conflito sobre o que postar isso quer dizer que o blog está virando uma obrigação chata. O melhor a fazer é ler outros blogs, e esquecer um pouco dessa tarefa, aos poucos as ideias voltam.
    Postei sobre alguns livros lá no blog, talvez você goste, te espero lá.
    Beijão *------*
    d-atilografando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Gostei disso, ainda existe blogueiras que postam por postar, mas não pensam em seu gosto, ás vezes por não gostar tanto sobre o assunto, "copia" de outros blogs. Eu gosto muito de assuntos relacionados a beleza... Mas tudo que acontece na minha vida tento postar, então é assunto que gosto e que faço. *-*

    http://dallyse.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. É, então eu só posto sobre assuntos batidos mesmo e_e Eu adoro fazer resenhas de livros e filmes, peguei um gosto por isso sei lá de onde, mas se tornou muito legal! Às vezes é bom fazer uma "faxina", e tirar tudo o que já não é mais interessante, deixa tudo mais a nossa cara. Um dos seus melhores posts, Lari! ^^ ~ to sumido, mas tô voltando

    ED e ET

    ResponderExcluir