Humores sempre mudam (primeira parte)

Eu já tentei ser a menininha toda fofa que ama laços e acorda cantando com os passarinhos, no modo princesas Disney de ser. Já tentei ser a rebeldia em pessoa (do tipo que usa o dedo do meio na mesma frequência que uma criatura normal fala “Oi!”) e viver conforme minhas próprias regras. Já tentei ser silenciosa e sábia, já tentei ser tagarela e divertida, já tentei ser líder, já tentei ser invisível e já tentei ser tanta coisa, que não caberia aqui.

Óbvio que minhas tentativas fracassaram... E se alguém achou que tudo isso é uma questão de personalidade, se enganou (porque a minha eu já encontrei faz tempo e só estou costurando os remendos finais, para que ela sirva bem em mim antes dos dezoito). É questão de humor. Seja bom ou seja mau. Afinal, como ser a menininha do primeiro exemplo quando se está de TPM? Como ser rude o tempo todo com quem tem a mania de querer ficar arrancando sorrisos da gente? Ou seja, o motivo dos fracassos vem do fato de que meu humor sempre muda. Nesta idade costuma ser de hora em hora, mas, no geral, se define a partir do momento em que acordo. Então, andei percebendo também que mesmo que meus humores variem numa escala impressionante de opções, alguns me perseguem com um empenho maior. Continue lendo e descubra alguns deles!


Bloody Mary, pegue-me se puder. Quando alguém "briga" com o espelho, faz de tudo para ficar longe dele, certo? Certo. Acontece que, quando acordo disposta a implicar com minha aparência, pareço ter prazer em passar séculos em frente ao mesmo. Tipo isca de Bloody Mary (para quem não entendeu a piada sem-graça, é uma referência a uma lenda da qual eu morria de medo quando tinha onze anos  já que, na época, era modinha ficar convocando a bruxonilda no banheiro). Mas se engana quem pensa que faço isso para procurar traços bonitos no meu reflexo e me sentir melhor. Quando a estima está nesse grau, quanto mais me vejo, mais defeitos encontro para ressaltar para mim mesma, mentalmente. Teve uma vez, também quando eu era mais nova, que eu comecei a chorar enquanto me olhava! Do ridículo ao hilário, hahaha. Enfim, sorte que isso passa...

Oh, doçura, isso é tédio. Gavetas a serem organizadas, desenhos a lápis pedindo cor, textos mentais esperando para serem transformados em palavras, um caderno de receitas a ser explorado, enormes pilhas de livros em cima do criado-mudo, matérias precisando de estudo, vaidade gritando por socorro, tutoriais que precisam ser testados, um filme bacana passando na TV, a opção de pegar o telefone e chamar alguém para sair e aquela vontade louca de não me envolver com nada disso. É, pois é. Tem gente que considera o tédio como falta do que fazer, mas no meu caso é diferente. Sou uma garota de mil e um hobbies, projetos pela metade e obrigações atrasadas, então não é como se, em algum dia, eu realmente não tivesse o que fazer. Mesmo assim, eu consigo ficar entediada! Parece que nada agrada. Acontece só de vez em quando, mas a sensação é uma droga.

Galera, deixei só esses dois porque eu já tinha me estendido demais na introdução. Se alguém gostou da lista esquisita da vez, a boa notícia é que, segundo meus cálculos — ai, me sinto tão culta falando assim, rs  ainda tenho cerca de uns 15 humores para listar. Então, mais em breve!

17 comentários:

  1. Não vai conseguir ter, uma personalidade melhor que a que já tem. Não da u_u. Por algum motivo estranho, essas fotos, me lembraram a minha infância.
    http://mclumaluz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. LOL, é sempre muito interessante entender mais sobre outras pessoas e principalmente sobre si mesma, e é engraçado o modo como esse post me fez me conhecer um pouco mais! Rsrs'

    Beijos, INconvencional!

    ResponderExcluir
  3. Gente, quero morrer porque escrevi um comentário enorme e o blogger "deslogou". Um dos humores predominantes em mim é a preguiça, então saiba que estou me esforçando muito pra reescrever esse comentário. kk
    Eu me identifiquei muito mesmo com o seu tédio! O pior é que eu ainda tento me enganar com essa de "não tenho nada pra fazer". Parece que eu tenho sempre uma sede infinita por coisas novas, então o que me resta é ficar rodando pela casa, fazendo sons ininteligíveis e me lamentando com um "Ah, sei lá. Tá faltando alguma coisa!".
    Já no bloody mary, meu problema é com as fotos. Eu me arrumo, me olho no espelho e consigo me achar belíssima. Aí eu tiro uma foto e fico uma década olhando pra ela. Não sei por que razão ainda faço isso, talvez no fundo eu goste de reclamar pras pessoas sobre como a minha cara é torta e tudo o mais. haha
    Não dá pra escrever um comentário pequeno depois de ler o que você escreve, eu não consigo. Desculpa por esse texto, mas você vai ter que me aturar mais vezes. Vou adorar ler sobre os seus outros humores predominantes.
    Beijos, Paradise.

    ResponderExcluir
  4. Mas é mesmo assim. Nossa essência é sempre a mesma, mas nosso humor é praticamente imprevisível. E o legal é ser assim mesmo, inconstante e "inconsequente" (no bom uso da palavra). Eu devo ter uns 20 ou mais humores a serem listados, mas mais pra frente faço isso, já que você fez primeiro (não só por isso... to curiosa pra saber dos outros também haha')
    Beijos doces pra ti :* Brigadeiro com Suspiro

    ResponderExcluir
  5. É incrível te ver com outros olhos, acho que já lhe disse isso em outro post, mas reforçando: cada dia você fica mais interessante e pelo contrário do que se espera nada translúcida. É como ler um livro que nunca se acaba. Sempre pensei assim, temos de ser alguém que provalvelmente gostaríamos de conhecer, eu não me incomodaria nada nada em ficar algumas horas tagarelando bobeiras com você. (Como se já não conversássemos muito através dos comentários que deixo aqui e você lá :} Enfim... )
    Beijos,Mari
    SendoPeculiar

    ResponderExcluir
  6. Nossa, eu não tenho muitas variações de humor. E sabe as personalidades? Já fui a do tipo extremamente rebelde, por Deus... Eu falava palavrão mais do que tudo e mostrar o dedo do meio? Era hobbie. Lápis de olho? Diziam que eu parecia nua sem ele. Mas passou. Agora estou na fase "sou natural, calma, inteligente, poeta" kkkkkkkkkkkk Essa a minha mãe curte mais. Ela só pirou quando eu comentei que queria ser hippie e ir para uma sociedade alternativa. Não desisti da segunda opção, nem pretendo, mas enfim...
    Eu vou adorar ler essa lista! Vou adorar ler pois sou do tipo constante, só tenho três tipo de humor: depressiva, calma e boba-alegre. São bem diferentes, a pessoa percebe de cara como estou, mas são poucos (os humores, e geralmente sou calma, até em momentos tensos ou pesados). Então poder entender alguém que possui uma variação linda de momentos da alma, vai ser realmente legal. E não acho esquisito. haha Desculpe o fato de meus comentários serem sempre umas bíblias. Beijão.

    Diva Pensante deixou um pouco de carinho por aqui.
    Até a próxima.

    ResponderExcluir
  7. Variedade de humor? Só se for do alegre ao depressivo, ou quando estiver na TPM u_u" Me identifiquei muito no primeiro parágrafo, quando eu tentava ser apenas uma face durante o ano inteiro, só para as pessoas terem "aquela" visão de mim... Idiotice não? E, como sempre, fracassava. E agradeço, deve ser muito chato ser apenas um tipo de pessoa por um longo período, se torna sem graça. Neste bimestre (uau, bimestre!) estou na versão que não para de falar palavrões e que não está nem aí para nada! E, bem, comecei a ter que ser trocada de lugar por causa das conversas paralelas e ser marcada pelos professores. Acho incrível como eles se iludem e acham que vou parar de conversar por apenas uma troca de lugar, que triste hahaha Já as desculpas de não ter nada para fazer e bater aquele tédio, não existem. O pior é que eu conto a situação para alguém, aí quando eu vou reclamar pela segunda vez, em semanas depois (incrível como as pessoas guardam o que você falou, sendo justamente o que elas não deveriam guardar (?)), ela vai e joga na cara que eu tenho até muita coisa para fazer.

    P.S: Adorei o "Ideias e Mais Ideias". Antes eu já adorava as suas personalizações e não perdia nenhuma, agora que eu já descobri outras estou fissurada!! Personalizei todas as minhas canetas -e estou comprando mais u_u- e já estou com uma pilha de cadernos customizados hahaha' Nossa, você está quase tirando a minha internet! O pessoal está reclamando que eu passo o dia inteiro nesse blog kkkk Ah, estou louca para os próximos capítulos da web série, já estou lendo pela segunda vez os dois capítulos ^^
    (Desculpa pelo comentário imeeenso)

    Bjs
    http://paradise-of-madness.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu também mudo muito de humor, posso começar um dia feliz/boba e terminá-lo irritada sem vontade de falar com ninguém, e assim sem nenhum motivo aparente.
    Adorei os dois primeiros itens da lista, e já quero ler os outros!
    Bjo, Sel ;*

    Jovens Gordinhas
    Unicórnio com Bigode

    ResponderExcluir
  9. Texto e blog igualmente sensacionais. Acho que todos nós temos essas "crises de personalidade". O seu texto ficou realmente ótimo. Esperando ansiosamente pela parte 2.
    cronicasdeumlunatico.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Lari,
    sinceramente... Tão eu!
    Eu sou inconstante demais no meu humor. Assumo mesmo.
    Não que eu tenha controle absoluto sobre isso e acho que ninguém tem.
    Mas apesar disso, já reconheci a muito tempo que não consigo agir de determinada maneira para agradar. Sou muito inconstante para isso :/

    Beijo !

    http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Caramba, adorei! Ta aí uma coisa que não sei definir: meu humor! Ele muda constantemente, e não sei se isso é bom ou ruim... Ora estou toda emocional, sabe? Logo já banco a durona. Vá entender! Adorei o post, Lari! Beijos, Light As The Breeze

    ResponderExcluir
  12. Lari, me identifiquei! Não sei se comigo é exatamente questão de humor, é questão de tentar se encontrar mesmo! isso é uma coisa muito complicada, felizmente a cada dia me conheço mais, me entendo mais e estou chegando perto de daquilo que acho que sou (dá pra entender isso?) Agente se perde com esse assunto..... Acho que essas metamorfoses fazem parte - desde que não estejamos tentando somente agradar pessoas - mas bem que poderiam ser menos complicadas hein.

    Mal posso esperar os próximos posts o/

    Abraços,
    http://srtamaciel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. APSASKAOSSOAKSKAOSKOAKS' Adorei o post Lari, criatividade a mais *-*
    HAUHAUHAS' Mano, eu nunca vi a Bloody Mary, tenho medo rs Mas no 4º e 5º ano chamavam-me de Bloody Mary por um dia eu ter ido de eyeliner para a escola no hallowen kkkkkkkk' Crianças malvadas u-u
    AAPSOAKSOAKOKS' "Segundo os meus cáculos" rs Lari tornou-se cientista, abram alas para o Noody ,q

    Kiss~

    kim-chikimchi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Liste seus próximos humores.
    Eu já tentei ser tanta coisa e nunca consegui ser joça alguma. Cheguei aos dezoito, nada acontece de tão emocionante. Bem, nada aconteceu para mim. Quem sabe as outras vidas se tornem vidas mais emocionante aos dezoito. Eu fiquei mais decepcionada e triste, isso pode ser ruim aos olhos de alguns, mas faz parte do que é viver.
    http://doisquintos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu sou consideravelmente uma garota que fala o que pensa. Digamos, se eu não gosto de alguém eu nem tento disfarçar. Isso é bom por um lado e ruim por outro. Nesse quesito de aparência, eu sofria muito com isso ano passado. Não pelo rosto e nem pelo cabelo, mas sim pelo meu corpo. Quando eu ficava magra, ficava magra de mais, quando eu ficava gorda, era gorda de mais. Ai eu parti para a tentativa de fazer academia e hoje digamos que eu estou até que feliz com a minha aparência, apesar de sempre procurar um defeito. Na parte de nada pra fazer, eu não tenho tempo nem pra deitar dez minutos. Sempre tem uma apresentação de ballet, uma coisinha pra mim arrumar, algum lugar pra ir... eu acho que eu nunca me senti "entediada", mas sim cansada da mesma rotina.

    Foreverteens2.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Entendo completamente! Também devo ter uns muitos humores para citar...
    Sei bem como é a sensação de ter mil e uma coisas para fazer(e consciência disso) e ainda assim não ter vontade de fazer nada. N-A-D-A. E também tem aqueles dias que insisto em brigar com o espelho. Não adianta, acontece.
    Simplesmente amei a ideia dos humores♥
    Beijos, Lari!
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Você é muito criativa Lari! Sério, me canso muito de entrar em vários blogs e ver que já vi/li sobre determinado assunto do qual ele fala. Mas quando entro no teu percebo que tudo aqui é mesmo "único" kkkkk (entendeu a piada?? É por causa do nome do blog e tals).. Muito bom isso de humor, e eu que achava que o humor era tipo aquelas carinhas que a gente usava (e até mesmo usa) no MSN kkkk'

    ResponderExcluir